Representante da SMED é eleita coordenara do Comitê dos Vales

assessora pariz

O Comitê dos vales é formado pelos municípios que fazem parte da 3ª, 6ª, 8ª e 24ª Coordenadorias de Educação, perfazendo um total de 84 municípios, e possui como membros representantes das redes municipal e estadual.  Este grupo de profissionais da área da educação tem por objetivo articular e planejar        ações conjuntas para o Mais Educação, programa do governo federal. Em assembleia realizada na sede da Amvat, em Estrela, na segunda- feira (9), foi eleita a nova diretoria do Comitê. Na ocasião, a supervisora Claudia Eckhardt, representante da Secretaria de Educação de Estrela, foi aclamada pelo grupo como a nova Coordenadora do Comitê dos Vales. Além da estrelense foram eleitas como articuladora a professora Paula Refatti (Smec de Santa Cruz do Sul) e relatora Naiara Tres (Smec de Arroio do Meio).

Para Cláudia, “o grande desafio da gestão é o fortalecimento do Comitê, que não se reunia desde 2012”. Para isso, acredita que os encontros do grupo devem ser momentos de aprendizado e troca de experiências, para que a prática diária de cada profissional que atua diretamente com os alunos seja enriquecida.

 Articuladora relata experiência

Na ocasião ocorreu ainda a palestra da professora Marines Pariz, que, além de assessorar muitos municípios na implantação do Programa Mais Educação, é articuladora do Comitê Metropolitano de Educação Integral. Segundo ela, “é preciso manter os comitês regionais ativos, sensibilizar gestores, promover atividades e estimular a formação continuada dos profissionais que atuam no Mais Educação”.

Ela parabenizou o município de Estrela pela iniciativa de tomar a frente do Comitê dos Vales. Para ela, somente por meio desta união de forças o trabalho obterá êxito.

Ampliação

Estrela ampliou este ano (2014) o programa Mais Educação, criado pelo governo federal. Duas escolas do campo, Arnaldo José Diel (Linha Lenz) e Pedro Jorge Schmidt (Distrito de Delfina) iniciaram as atividades no turno inverso. No turno oposto são desenvolvidas diversas atividades, como esporte, lazer, cultura e artes, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educação científica e educação econômica, entre outras.

O município conta com o programa ainda nas escolas Odilo Afonso Thomé e Professora Ruth Markus e mantém com recursos próprios o turno inverso nas escolas Cônego Sereno Hugo Wolkmer e José Bonifácio, esta última também iniciou as atividades somente neste ano. De acordo com o secretário de Educação, Marcelo Mallmann, quase 57% dos alunos da rede municipal são atendidos em turno integral, o que já supera a meta do Plano Nacional de Educação para 2024.  “Novas escolas já foram cadastradas junto ao Governo Federal para que iniciem suas atividades no turno oposto já no próximo ano”, completa.

Matéria e fotos: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Estrela.